Confira nossas dicas de harmonização de queijos e vinhos

180713 delqueijosevinhos ig 1sl

Regra da Deli Delícia: onde se faz o pão, se come o queijo e se bebe o vinho.

Seja para um encontro romântico ou uma divertida reunião com os amigos, o friozinho do inverno sempre nos convida para uma noite celebrada com vinhos e queijos. Mas é importante saber quais são as combinações ideais para que queijo e vinho representem uma excelente experiência gastronômica. Para cada tipo de queijo existem diversas opções de harmonização, seja com vinhos tintos ou brancos, seja com champanhes ou espumantes.

Além disso, o pão tem um papel muito importante nessa combinação, pois além de ser um excelente acompanhamento para o queijo, é elemento importante para limpar o paladar entre os queijos e entre os vinhos. 

Um ingrediente opcional, mas que pode ser interessante, dependendo do gosto, são as pastas. Você pode servir diversos tipos de pastas, até mesmo de queijo. Por fim, frutas são deliciosas companhias para os queijos. E você encontra tudo isso nas lojas da Deli Delícia! 

E é claro que a preparação também precisa de cuidado. Você pode arrumar a mesa da maneira que preferir, mas coloque os queijos em tábuas apropriadas. Procure também usar facas para queijos, uma para cada tipo de queijo. Não os fatie antes, deixe que cada pessoa corte suas fatias sempre que desejar.  

Reserve uma cesta com pães pequenos e de boa variedade: italiano, alemão, francês, de centeio, com nozes. Os pães você pode servir já cortados, ao contrário dos queijos. Se optar por também servir pastas (sugerimos que sim!), busque pelo menos 3 variedades de paladares distintos. 

Os queijos devem ser servidos sem as embalagens e, de preferência, separados. Os que tiverem casca devem ser servidos com ela. Deixe os pequenos inteiros. Quanto à variedade, procure escolher ao menos cinco tipos, variando a matéria-prima (leite de vaca, cabra, ovelha e búfala), o tipo de consistência (dura, branda e mole), e o estágio de maturação (frescos, meia-cura e curados).

Quanto aos vinhos, sugerimos usar ao menos quatro tipos: um branco seco, um tinto leve, um tinto mais encorpado, e um doce, como um Porto, para o encerramento. É importante seguir esta ordem, para que os sabores não se sobreponham.

HARMONIZAÇÃO

  • Queijos frescos, com baixa acidez e sal (ricota, cottage, muçarela de búfala, cabra fresco) com vinhos brancos leves e secos (Sauvignon Blanc, Riesling). 
  • Queijos macios de meia-cura (camembert, brie) com tintos leves como Pinot Noir, ou italianos populares, como o Valpolicella.
  • Queijos de massa semidura (emmental, gouda, minas meia-cura) sugerem tintos de médio corpo (Merlot, Shiraz, Bordeaux).
  • Queijos de massa dura (parmesão, pecorino, minas curado) combinam com tintos tânicos (Cabernet Sauvignon). 
  • Para os queijos azuis (gorgonzola, roquefort), use um Porto Ruby ou um Vintage novo.

CHECKLIST

- Tábua para queijos
- Facas para queijo
- Cesta de pães variados (pelo menos três tipos)
- Queijos (diversos tipos, variando matéria-prima, consistência e etapa de maturação)
- Vinhos (pelo menos quatro tipos: branco seco, tinto leve, tinto encorpado/tânico e doce)
- OPCIONAL: Pastas diversas (três tipos) 
- OPCIONAL: frutas diversas